Essa coisa de amor

Por: Lays Rosado |
Uma palavra que tem uma essência tão grandiosa e que já foi crítica dos maiores pensadores, está em pauta há séculos e não deixa de ser tão atual e discutida. Amor; como lhe explicar, como sentir, como transmitir... O amor pode ser o centro de tudo e ao mesmo tempo não ter significado nenhum para algumas pessoas. Então como eu que sei tão pouco sobre tal, me atrevo a falar do amor.

Recomendamos para você: 
O amor é rodeado de perguntas que na maioria das vezes não encontramos resposta. Sinceramente acho que esse eterno questionamento é a maior beleza do amor.
Então meu amado como chuva em alto mar, quero falar do amor mais bonito que conheci, o amor que rodeia e norteia todos os outros, o amor genuíno, o amor divino, o amor que transforma. Estou falando da trindade, Pai, Filho e Espírito Santo, como diz em João 3:16 ‘
’ Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito, para que todo aquele que nEle crer não pereça, mas tenha a vida eterna’’. (João 3:16)
A maior e a melhor prova de amor foi dada por Jesus na cruz do calvário, Ele morreu puro e exclusivamente por você. A mensagem da cruz é o amor que engloba todos os outros; o de pai para com o filho, do homem para com a mulher, o amor de amigo, o amor de irmão, o amor pela família e até mesmo o amor por um desconhecido.
Quando você começa a foliar as escrituras, seus olhos se abrem para compreender o amor. Claro que não na sua magnitude porque, a meu ver, é impossível, mas a forma que Cristo trilhou seu caminho aqui na terra nos deu a mais bela noção de como amar.
Só é possível sentir o verdadeiro amor, seja ele para quem for, quando esse amor é baseado no amor de Cristo, porque assim você estará disposto a suportar todas as decepções que possam surgir. Como dizem: “(...) o amor tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.”
O amor por Jesus e sua palavra é a carga mais valiosa que alguém possa carregar, porém muitos não estão dispostos a levar. É muita responsabilidade viver o amor em um mundo egoísta e p:erverso como o nosso, afinal nossos interesses pessoais, o nosso ego, a nossa autossuficiência muitas vezes é mais importante.
Para que amar se é doloroso, se me leva a renunciar o meu eu, não pensar em mim mas em nós?
O amor por Cristo muda a nossa visão do amor na terra. É um amor que cresce e se transforma constantemente até o fim de nossas vidas.
 Apesar de tudo que imagino do amor, eu escolho sentir, não sei viver sem pensar sobre o amor de Jesus por mim e você, querido leitor, espero que se ainda não sentiu, que se permita sentir o amor de Deus por você e saiba que sua vida nunca mais será a mesma.


Política de privacidade

Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência em nosso site

My Instagram