Simplicidade em Espírito e em verdade



Por: Vinícius Maciel

Hoje eu vos escrevo sobre um tema que já abordei anteriormente na TV Liga, a Aparência. Mas não a aparência totalmente física, irei um pouco mais além. 

Eu costumo me descrever como uma pessoa simples, de aparência normal e que é feliz com o pouco. Embora muitas pessoas confundam simplicidade com futilidade, uma coisa não tem nada a ver com a outra. 

Ser simples é mais profundo do que você imagina. Ser simples significa que você é completo por dentro, que se tem uma identidade e que tem os pés no chão em relação a vida que leva. 

Obviamente, o maior exemplo de simplicidade foi o nosso mestre Jesus. Ele não era simples apenas porque andou em cima de um burro, ele era simples, porque ele sabia quem ele era, e não fazia os seus milagres por vaidade, mesmo sendo o filho de Deus. Jesus nos mostrou que ser simples é viver desgarrado do mundo e junto ao Pai, priorizando sempre o amor ao próximo. 

A religiosidade nos tem tirado a simplicidade, por que ambas não ocupam o mesmo espaço. Ela pode até te fazer ser um cristão para as pessoas, mas nunca enganará a Deus. 

Quando vemos um filme por exemplo, nós observamos os atores atuando, fazendo expressões e falando para transmitir a emoção que a cena exige, e nós em nosso subconsciente, fantasiamos o interior dos personagens que os atores estão interpretando. Mas quando analisamos friamente a única coisa que aqueles atores estão pensado e repetindo pra si mesmo é: "Faça cara de choro, se mostre triste!" ou, " Sorria, você está feliz, demonstre felicidade." 

O que eu quero dizer é que enquanto não vivermos a verdade nós viveremos numa ficção, enganando a nós mesmos, achando que somos aquilo que não deixamos Jesus transformar. 

Em joão está escrito: "Deus é Espírito, e importa que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade." João 4:24

Não adianta atuarmos como cristãos e não vivermos como um. Não adianta olhar para o seu irmão, fingir compaixão e não ajudá-lo. Não adianta aceitar uma tarefa e não ter a responsabilidade de executá-la. 

No livro de Gálatas o apóstolo Paulo alertou: 

Todos os que querem mostrar boa aparência na carne, esses vos obrigam a circuncidar-vos, somente para não serem perseguidos por causa da cruz de Cristo.

Porque nem ainda esses mesmos que se circuncidam guardam a lei, mas querem que vos circuncideis, para se gloriarem na vossa carne.

Mas longe esteja de mim gloriar-me, a não ser na cruz de nosso Senhor Jesus Cristo, pela qual o mundo está crucificado para mim e eu para o mundo.

Porque em Cristo Jesus nem a circuncisão, nem a incircuncisão tem virtude alguma, mas sim o ser uma nova criatura. (Gálatas 6:12-15)

Nós devemos buscar a Deus, até encontrar a melhor maneira de compreendê-lo em nossas vidas. E essa busca é interminável, pois quanto mais buscamos a ele, mais perto estamos e mais parecemos com ele, em espirito e em verdade. 



My Instagram