Pedro, um crente como eu.


Por: Luana Vasconcelos - 

No Capítulo 22 do Livro de Lucas, iremos ver traços da personalidade de Pedro, um dos discípulos de Jesus. Vamos analisar alguns versículos:
 V.50: “E um deles* feriu o servo do sumo sacerdote, e cortou-lhe a orelha direita.” 
Se compararmos esse texto nos outros evangelhos vamos ver que essa pessoa que feriu o servo do sumo sacerdote foi Pedro.

No versículo anterior identificamos uma característica da personalidade de Pedro que é a impulsividade.

V. 33: “E ele lhe disse: Senhor, estou pronto a ir contigo até à prisão e à morte.”
v.61: “E, virando-se o Senhor, olhou para Pedro, e Pedro lembrou-se da palavra do Senhor, como lhe havia dito: Antes que o galo cante hoje, me negarás três vezes.”
Aqui conseguimos identificar outra característica que é a inconstância. Então, Pedro, o homem que Deus chamou para ser um ganhador de almas era impulsivo e inconstante.

E quantas vezes não somos iguais a ele, impulsivos e inconstantes?
Mas da mesma forma que Deus sabia quem era Pedro quando o chamou, ele também nos conhecia quando nos chamou. Viu nossos erros e falhas e mesmo assim nos chamou para perto dele.

Temos a mania de dizer aos que não são cristãos para vir como estão, e sim, devemos ir ao pai do jeito que nos encontramos, feridos, com roupas sujas, mas sabendo que Deus tem uma mudança para a nossa vida e só continuamos da mesma forma se quiser.

Quando Deus chamou a Pedro ele era apenas um Pescador, e ali Deus fez a promessa que ele iria fazer algo bem maior. Sim, ele iria fazer, mas antes Pedro teve que passar por um processo. A nossa mudança, transformação, não vem da noite para o dia. E nesse tempo Pedro nem sempre estava com o sentimento de “tocando os céus com as mãos”, houve quedas e erros. De pescador, foi considerado um dos discípulos mais íntimos de Jesus, depois ele nega ao seu melhor amigo e depois de um período houve o dia de pentecostes e ele foi o primeiro a pregar as boas novas e ganhou cerca de 3 mil almas para Cristo.

Em nossa caminhada com Cristo vamos cair, mas não fique prostrado! Levante-se, bata a poeira que está no seu corpo e siga, recomece! 

Servimos a um Deus que trabalha com transformações, o que dizer de Paulo? Um homem que perseguia o povo de Deus, mas o nosso pai rico em misericórdia e amor, o fez um vaso escolhido. 

Nosso Deus não nos trata como objetos descartáveis, ele está disposto a nos refazer quantas vezes quebrarmos igual aquele vaso na visão de Jeremias. Você está nas mãos dele, sobre os cuidados dele e nele você pode recomeçar!

My Instagram