A verdadeira cura da alma


Por: Lays Rosado-
Quão aflito e desesperado se torna o nosso coração em meio a dor, existem dores insuportáveis para nossa condição humana, feridas que se tornam úlceras tão profundas que nos afastam de Deus. Começamos a procurar desesperadamente maneiras de sanar tal dor, então colocamos pomadas, remédios, procuramos artifícios e qualquer coisa que possa melhorar essa situação, mesmo aqueles que não acreditamos ou o que foge da palavra de Deus.
O complicado é que a dor nos deixa paralisados, nossa capacidade de pensar com clareza se vai, nossas ideias ficam confusas, não sabemos mais discernir o certo e o errado, o que realmente importa naquele momento é achar uma maneira de exterminar o que estamos sentindo. Olha que não estou falando de dor carnal, a dor que nos leva a tal desespero é a dor da alma, aquela que remédio nenhum sara, que nos leva a conhecer lugares obscuros dentro de nós.
Conhecemos a história de um homem que sofreu de uma forma tão violenta que não conseguimos imaginar, estou falando do grande servo Jô, o amado de Deus, aquele que seguia a vontade do Senhor. Lendo o livro de Jô podemos notar o tamanho do seu sofrimento, em uma das passagens ele chega a dizer: 

Jô 6:2 Oh! Se a minha mágoa retamente se pesasse, e a minha miséria juntamente se pusesse numa balança! 


A dor de Jô era tão grande que ele não conseguia mensurar, ninguém poderia lhe entender. Em outro momento ele diz:


 Jô 16:6 Se eu falar, a minha dor não cessa, e, calando-me eu, qual é o meu alívio? 


O sofrimento daquele homem era indescritível.
Só quem passa por uma dor tão profunda é capaz de entender, afinal Jô perdeu tudo, seus filhos, seu patrimônio, sua saúde, seus amigos. As feridas carnais de Jô não se comparavam a dor e a tristeza que existia em sua alma, ele perdeu tudo que considerava de mais importante em sua vida, ele chegou a momentos de desespero.
Nas condições de Jô muitas pessoas viram as costas para Deus, por não conseguir compreender o motivo da assolação da sua alma, é muito mais fácil achar meios para tamponar as feridas e melhorar sua dor, do que passar pelo sofrimento e permitir Jesus curar. Afinal o inimigo de nossa alma nos entrega de bandeja maneiras fáceis de amenizar nosso sofrimento e por momento de desespero acabamos aceitando.
O processo de cura é doloroso e precisamos entender isso, o curar demora, temos que buscar continuamente, a diferença da cura de Cristo para cura do mundo, é que ela é eterna, ela salva, nos liberta e por mais que no momento não entendemos porque Deus permitiu tal situação em nossas vidas, sabemos que tem o seu propósito.
A bíblia nos conta que Deus devolveu tudo que Jô perdeu e muito mais. Enquanto que a solução que o mundo te oferece é um refúgio passageiro que de uma vez ou outra você tem que buscar um pouco mais, beber desse medicamento não te traz cura, só te deixa extasiado (a).
Não somos capazes de entender o porquê de uma mãe perder o seu filho, ou porque aconteceu um acidente tão violento com alguém, mas fico a pensar que por mais que não esteja aparente, foi um livramento ou um ensinamento de Deus, às vezes aquela pessoa que morreu tão cedo foi para não perder sua salvação eterna, aquele que sofreu o acidente e perdeu a perna era para ter morrido e sobreviveu mesmo sem um dos membros.  Não somos capazes de compreender os caminhos do Senhor.
A única coisa que somos capazes de entender é que precisamos confiar, precisamos buscar a cura de Deus, não adianta usar medicamentos que apenas anestesia a dor, nunca vai trazer a verdadeira cura da alma, essa cura você só encontra em Cristo.

Política de privacidade

Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência em nosso site

My Instagram